Pages

Subscribe:

Labels

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

A trajetória - Como fazer para publicar um livro? - Parte 1

Boa noite leitoras e leitores!

Como eu já havia avisado anteriormente o intuito da criação desse blog não é somente para a divulgação da minha obra, mas também para auxiliar os novos escritores que possuem dúvidas sobre os passos a seguir. Confesso que eu queria muito ter tido essa oportunidade, pois na internet você acha muito pouca coisa a respeito do assunto e na maioria das vezes você tem que ir com a cara e a coragem. Por isso resolvi escrever toda a minha trajetória desde a criação até o encerramento. Nesse caminho vou colocando as dicas e dar uma dimensão do trabalho a ser feito!



Quer publicar um livro? Então se prepare, pois os obstáculos são tantos que se você olhar somente para as dificuldades você não escreverá nem as primeiras linhas. E não é brincadeira.

A idéia para o livro surgiu aos 15 anos quando estava no segundo colegial (No longínquo ano de 2002). A história começou como um hobbie, mas sabe quando uma voz te diz para seguir em frente? Pois é foi ai que os problemas começaram. O primeiro desafio que todo autor enfrenta logo de cara é justamente seu pior inimigo: a desconfiança. Afinal de contas, quem vai acreditar que o seu livro no Word ou no papel de pão algum dia terá a chance de ser publicado? O que eu ouvi de respostas evasivas e risadas não foram poucas, mas até ai, se eu não tava levando tão a sério mesmo, por que me importar com o que os outros diziam? Conselho: Leve o livro no começo como um passatempo e deixe-o ganhar conteúdo para então começar a levá-lo mais a sério. Se for se levar pelos comentários das pessoas logo no começo o adeus será mais próximo do que imagina.

O tempo foi passando e o colegial foi acabando. Escrevi o esboço dos primeiros capítulos e imprimi para alguns amigos lerem. Foi que descobri o segundo obstáculo na vida de um autor: a coerência. Afinal de contas como eu ia lembrar as características de todos os personagens, os costumes, os detalhes. Só se tivesse uma memória de elefante! Para se ter uma idéia o protagonista era loiro no primeiro capítulo e logo depois no segundo ele era moreno! Uma balbúrdia diria professor Girafales! Mas caro escritor, nada como um truque simples: uma ficha! Sim uma ficha! Iguais aquelas que preenchemos nos hospitais e nas entrevistas para emprego! Lá é só inserir as características dos seus personagens e sempre consultá-la quando for citá-lo novamente! Simples não?

Bom após arrumar essas arestas, a história foi tomando corpo e ficando interessante. Mas mais interessante do que isso era minha vida. Com o colegial finalizado era época de ingressar na faculdade, arrumar emprego, conhecer novas pessoas. Conclusão: O terceiro obstáculo e um dos mais preocupantes na vida de um escritor: a falta de tempo! Se você já não tem tanto apoio das pessoas e não sabe se seu projeto vai dar certo, o que vai fazer você dedicar tanto tempo sendo que você olha para o lado e tem tantos compromissos para fazer se quiser ter um salário digno e uma formação acadêmica? Isso me tomou muito, mas muito tempo e raramente escrevia. Entendam que trabalhar, fazer faculdade e curso de sábado não era fácil. Ainda tinha que namorar e fazer amigos!! Pois é foi então que aconteceu o inevitável: eu desisti!

A situação permaneceu até o final de 2005, quando uma situação inusitada na minha vida apareceu. Uma chance de promoção no trabalho! Sim! Era tudo o que eu queria! E nada como uma promessa para aumentar as suas chances não é mesmo? E meu desejo se cumpriu! A promoção foi minha. Com isso nada mais justo do que cumprir o que havia prometido: voltar a escrever! Só que dessa vez era para valer!Tinha que fazer o trabalho da melhor maneira possível. E nessa tentativa eu lidei com outro obstáculo: A falta de informação. Meu livro é uma obra que requer o conhecimento de diversos assuntos e peculiaridades sendo que algumas eu não tinha a mínima noção de onde encontrar a informação. O que fazer? Bom nesse caso não tem muito que dizer. Só desejo sorte e uma boa busca pelo seu navegador favorito. E tenha paciência, pois sua resposta pode demorar a vir. Ainda mais quando forem pequenos detalhes como o nome de uma rua específica ou de alguma comida diferenciada que você quer colocar para dar mais conteúdo ao livro. Mas não deixe de pesquisar! Quanto mais conteúdo e verossimilhança tiverem o seu livro mais admirado ele será e mais interessante ele ficará.

Já dá medo de começar a escrever não dá? Mas é assim mesmo: essas diferenças são sutis, mas cruciais entre aqueles que querem escrever por hobbie e aqueles que sonham em ter seu livro publicado profissionalmente.

Mas não pensem que acabou. Com tudo isso que enfrentei o livro só foi ficar pronto em 2008. Sim! Ainda tive muita coisa para passar e muito pouco tempo para escrever, mas valeu apena! E se você pensa que eu já parti em busca das editoras, ledo engano. Eu reli a história toda atrás de erros e incoerências. Isso eu acho fundamental no processo de escrita de um livro. Por mais que você ache que o livro está bom ele só ficará 100% completo após duas etapas: A sua revisão e a revisão de um terceiro. Não tem jeito. Quem está de fora enxerga coisas que você lendo e relendo 20 vezes não enxergará. É muito importante, portanto, pedir para um amigo crítico ler e dar sua opinião. E acreditem: quando cheguei a essa etapa do livro a situação que enfrentava de descrença e respostas evasivas mudaram. Meus amigos começaram a me dar forças, minha família apostou no meu sucesso e eu fui me enchendo de confiança para seguir em frente.

E por último fica a minha última dica nessa primeira parte da trajetória / conselhos: conte para todo mundo o seu sonho!! Sim, pode parecer loucura, já que muitas pessoas supersticiosas vão achar que a inveja cairá matando em cima de você. Mas não se esqueça: quem vai confiar em um livro no começo do projeto? Nem você tem total confiança que o diga os invejosos! Mas mesmo que tenham inveja não se importe, afinal, a inveja é sinal de reconhecimento e isso só mostrará que você está no caminho certo. Mas então por que divulgar para todo mundo? Simples: como as pessoas vão comprar o seu livro se elas não sabem o significado da escrita de um para você? Imagine seu amigo lhe pedindo para comprar uma escultura que ele acabara de fazer. Acho difícil alguém comprar a não ser que seja algo espetacular. Pense agora na mesma situação da seguinte maneira: seu amigo está a anos tentando fazer uma escultura baseado em um sonho que teve. Você o acompanha faz anos e sabe a importância daquele trabalho para ele. Seu amigo se dedica dia e noite e finalmente acaba sua obra! Você não irá ajudá-lo? É o mínimo em razão do esforço e dedicação do mesmo com seu trabalho! Com o livro é a mesma coisa! Ninguém vai folhear o livro em 1 minuto e ter certeza que ele será o novo fenômeno da literatura brasileira. A não ser que alguém o indique ele não vai comprar. Há tantos livros bons e conhecidos nas livrarias para que perder meu tempo com um livro que nem sei do que se trata? Mas agora imagine que você trabalhou, contou sobre a obra, espalhou seu sonho por aí e todos viram esse esforço. Sacaram a diferença?

Bom pessoal, essa foi a extensa, porém gratificante primeira parte da minha trajetória e das dicas, para por enquanto, escrever um livro. Na parte 2 darei as dicas da edição e da sonhada publicação!!

Espero que tenham gostado!

Deixem seus comentários! Cornetem à vontade!

Para finalizar um vídeo maravilhoso do Mario Persona dando mais diversas dicas sobre como escrever um livro!! Aproveitem: é muito útil



Até a próxima!!!


10 comentários:

  1. Pois é, seu Schulai! Minha mãe já dizia: "A gente só não termina o que não começa"!
    Se você começou, já deu um grande passo pra terminar, e se terminou, já é um grande passo pra começar denovo!
    Nunca Desistir! Sempre Perseverar! Aprender que o melhor conselheiro quando se quer escrever é a sensibilidade. Aquilo que diz pra escrever quando todos dizem pra não. E aquilo que diz pra parar quando todos acham que deve continuar. Ok, nem sempre ela é 100% precisa, mas com certeza é a resposta mais sincera que a gente tem!
    Eu diria que não existem obstáculos para escrever: Escrever é que é um obstáculo! Porém um obstáculo que contornamos com o maior prazer! Um problema que TODOS deveriamos ter: Inspiração!
    Que você continue contornando esse "problema" até concluí-lo. E que, quando esse acabar, você encontre um ainda maior, um projeto que seja um verdadeiro obstáculo para sua criatividade, que coloque em funcionamento todo o seu raciocínio até a última gota, e que saia um trabalho ainda mais belo que esse.

    Um forte abraço.
    E que o Vale dos Anjos fique intupído de turistas!

    ResponderExcluir
  2. Schulai, ou sei lá como devo chamá-lo, gostei das dicas ;)
    Sou escritor também e passei por todo esse processo, também vou publicar pela coleção dos novos talentos da Novo Século, então é sempre interessante encontrar pessoas que vão fazê-lo também.
    Ser escritor é com certeza um grande desafio, conforme você escreveu na postagem e pelos meus próprios conhecimentos a respeito. Não é fácil, disso podemos todos ter certeza!
    Mas as dicas estão bacanas e o blog também ;)
    Aliás, as imagens no topo serão da capa ou coisa parecida? Gostei delas!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Olá Fábio pode me chamar de Schulai mesmo!!

    Obrigado por ter apreciado o blog e seu conteúdo! Realmente o trabalho de um escritor até o seu término é imenso e já seria digna de um livro rsrs! As imagens são idéias de capa, mas que servem mais no momento para inserir o leitor no contexto do livro.

    Qual o seu livro que será publicado? Caso tenha alguma ferramenta de publicação me passe para que possamos divulgá-la aqui tbm!!

    Boa sorte no seu processo de publicação!!!!

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    O agBook, da AlphaGraphics, publica livros sob demanda de forma fácil e totalmente gratuita. Para publicar, basta acessar www.agbook.com.br e efetuar seu cadastro.
    O principal objetivo do agbook é apoiar novos escritores brasileiros e ainda oferecer todas as técnicas para que o autor não somente publique o seu livro como também o promova de maneira eficiente.
    Coloco meus contatos à disposição para qualquer dúvida pbaiadori@alphagraphics.com.br
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Uma dica:


    A Sete Seven Editora lança o curso de Inglês mais barato do Brasil por apenas 2,99 com 40 exercícios (no livro) e 40 vídeo aulas (via internet)...

    Ideal para quem não tem tempo para aulas presenciais o curso Two Nine Nine que custa apenas 2,99 chegou para trazer facilidade com qualidade!!!

    Veja mais detalhes no site: www.seteseveneditora.com.br

    Good Class!!!!!

    ResponderExcluir
  6. oi me ajudem quero criar um livro sobre mim tenho 14 anos e quero piblicar um livro sobre eu e meu namorado como eu fasso?

    ResponderExcluir
  7. oi me ajudem quero criar um livro sobre mim tenho 14 anos e quero piblicar um livro sobre eu e meu namorado como eu fasso?

    ResponderExcluir
  8. já uníciei o meu livro,ja tem 24 pg escrito,ja li muitas vezes sei que flta conteúdo,eh romance,qro que me ajudem,e me mandem material sobre racismo,nesse email _ carloseduardo3025@hotmail.com________principalmente sibre criança negras carlos eduardo

    ResponderExcluir
  9. Olha, se era Dimítris... eu sabia que ele já fora moreno! Kkk

    Esta dica das fichas já adoto desde o início. Facilita muito o trabalho. Com direito a esboço de rosto e tudo.

    Leandro, eu costumava pensar exatamente o contrário, sobre contar para todo mundo. Mas sabe, vi muita razão nesta dica e, principalmente, na comparação com a escultura. A ideia girou 180º na minha cabeça. Vou tentar fazer isto...

    Em casa ainda rola certo preconceito. Mas vou tentar.

    ResponderExcluir
  10. Larissa Costa, sou leiga no assunto mas acredito que primeiramente, você deve começar a escrever corretamente seguindo o padrão culto da língua portuguesa. Acredito ser este, o requisito mínimo para um bom escritor. Abraços!

    ResponderExcluir